Skip to Store Area:

Briquet de Lemos / Livros

SILVANO, O

Duplo clique na imagem acima para visualizá-la maior

Reduzir
Aumentar

Mais Visualizações

SILVANO, O

Enviar para um amigo

Seja o primeiro a comentar este produto

Disponibilidade: Em Estoque.

R$28,00
Acrescentar itens ao carrinho Comprar

Descrição Rápida

SILVANO, O
Anton Tchékhov
São Paulo: Globo, 2005
160 p.

ISBN 978-8525038555



A coleção 'Clássicos Globo' resgata peça inédita em língua portuguesa do contista e dramaturgo russo, considerada um prelúdio para Tio Vânia, uma das mais célebres criações para o teatro de Anton Tchékhov. Quando começou a publicar sua Obra completa, em 1903, o contista e dramaturgo russo Anton Tchékhov excluiu da edição a peça 'O Silvano', que havia escrito em 1889 e cuja estréia fora um fracasso de crítica e público. Recentemente, porém, essa obra de juventude, considerada um prelúdio para Tio Vânia (uma de sua mais célebres criações para o teatro), foi objeto de montagens nos Estados Unidos e na França (onde foi levada ao palco pelo diretor Roger Planchon), mostrando sua importância na trajetória do escritor. O paralelismo com Tio Vânia é inevitável - algumas das personagens (como o casal Elena e Serebriakov, ou ainda Sônia, filha do primeiro casamento de Serebriakov) se repetem nas duas peças e uma das personagens centrais de 'O Silvano' - o jovem médico Khruschiôv - terá características muito semelhantes ao Astrov de Tio Vânia. Além disso, a ambientação e a concentração narrativa são muito semelhantes; em ambas, a ação se passa numa propriedade rural na Rússia de fins do século XIX, quando uma visita da família Serebriakov deflagra ressentimentos, rivalidades e traições. A partir desse microcosmo, Tchékhov cria a atmosfera e o tema que irão impregnar seus contos e peças - um mundo melancólico, em que a nostalgia do que não ocorreu e a angústia diante de um futuro ameaçador (mas que jamais apresenta seu rosto de modo claro) lançam as personagens na crispação e na incomunicabilidade. Nesse sentido podemos ver traços de 'O Silvano' tanto em peças como 'Três irmãs' e 'O jardim das cerejeiras' quanto numa narrativa sobre o fracasso como 'Uma história enfadonha' (que Tchékhov escreveu ao mesmo tempo que a peça de 1889). 'O Silvano' conserva certo hibridismo, fazendo a amargura conviver com a leveza da comédia de costumes, o desencantamento com a utopia - a tal ponto que Khruschiôv, figura central da obra, aparece como um idealista imbuído de preocupações ambientalistas que, mesmo sendo ridizularizadas, permitem um olhar crítico sobre essa sociedade degradada, cujo egoísmo contamina a natureza à sua volta.

Acrescentar suas Tags:
Acrescentar Tags
Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.